02 março 2012

Afinal, farinha de berinjela funciona?


De tempos em tempos nos vemos tentados a sucumbir à dieta da moda.
Já passamos por porangaba, óleo de côco, cartilagem de tubarão, casca de crustáceos, entre tantos outros.
A bola de vez é a farinha de berinjela, propagada pela mídia como a solução milagrosa para a redução da circunferência abdominal, perda de peso e diminuição do colesterol, mas será que é assim mesmo? Será que funciona? As pessoas correm para as farmácias e se entopem do produto da moda mesmo não tendo nenhuma certeza do que estão fazendo.

Para ajudar a esclarecer se a farinha de berinjela ajuda ou não na difícil missão de emagrecer, entrevistei as nutricionistas da Universidade Federal do Rio de Janeiro: Mauara Scorsatto (doutoranda em cardiologia) e Aline Pimentel (mestranda em cardiologia). Ambas fazem parte de um grupo de estudos coordenado pela Dra. Glorimar Rosa, pioneira em pesquisas com farinha de berinjela no Brasil.


A farinha de berinjela faz tudo isso que anda sendo dito, ou seja, emagrece, diminui a circunferência abdominal e reduz o colesterol?
Dra. Aline: Até o momento tudo o que temos são somente resultados preliminares, nada mais que isso, ou seja, ainda não há comprovação científica de que a farinha de berinjela promova esse tipo de resultado.
Dos estudos que fizemos, o primeiro realizado incluiu apenas mulheres obesas de 45 a 55 anos. Elas foram divididas em dois grupos: um recebeu apenas dieta hipocalórica (dieta individualizada com valor calórico reduzido) e o outro recebeu dieta hipocalórica + 4 colheres de farinha de berinjela ao dia. Os resultados mostraram que o grupo que recebeu a dieta com a farinha de berinjela reduziu em média 8 cm de circunferência abdominal enquanto o grupo que recebeu apenas a dieta reduziu 3,6 cm. Porém é preciso ressaltar que este estudo foi realizado apenas com 14 mulheres, são necessários estudos que incluam um maior número de indivíduos para que possamos concluir a respeito dos benefícios na redução de peso e na redução do colesterol.


É verdade que a farinha de berinjela produz radicais livres, ou seja, aumenta o estresse oxidativo no corpo?
Dra. Mauara: Até o momento nenhum estudo com farinha de berinjela em humanos mostrou aumento do estresse oxidativo. Em 2004 foi realizado um estudo com ratos no qual o chá de berinjela mostrou um aumento do estresse oxidativo. Com o objetivo de verificar este efeito, realizamos em 2011 um estudo com 12 voluntários, sendo homens e mulheres, os quais foram divididos em três grupos de quatro indivíduos cada. Os três grupos receberam dieta hipocalórica e foram divididos assim: o primeiro grupo, consumiu 4 colheres (de sopa) de farinha de berinjela pura, o segundo grupo farinha de berinjela com farinha de laranja e o terceiro grupo consumiu farinha de berinjela com farinha de limão. O resultado desse estudo mostrou que em todos os grupos não houve aumento do estresse oxidativo. Além disso, iniciamos as análises para detectar todas as substâncias antioxidantes presentes na farinha de berinjela e estamos aguardando os resultados. Após esta etapa iniciaremos um estudo que incluirá homens e mulheres acima de 20 anos de idade, os quais serão acompanhados durante quatro meses. Assim, verificaremos os efeitos da farinha de berinjela no estresse oxidativo. Acreditamos que ela possa reduzir o estresse oxidativo, mas só após a conclusão deste estudo teremos resposta para esta pergunta.


A farinha de berinjela é rica em vitaminas e minerais?
Dra. Mauara: A farinha de berinjela contêm alguns minerais como potássio, magnésio e cálcio e em menor quantidade manganês, cobre, ferro e zinco. Ainda estamos realizando as análises para verificar a quantidade de vitaminas. O que temos até o momento sobre a composição é que a farinha de berinjela é rica em fibras (aproximadamente 40%) e apresenta baixo teor de lipídios.


Consumir a farinha de berinjela sem fazer mudança na alimentação emagrece?
Dra. Aline: Não existe fórmula mágica. Se quisermos um resultado duradouro, precisamos mudar nosso estilo de vida, tendo uma alimentação saudável e praticando atividade física. Todas as pesquisas realizadas com alimentos específicos ou suplementos têm o intuito de contribuir para a otimização do resultado; porém consumidos sem mudanças nos hábitos alimentares certamente não levarão ao benefício esperado.

Um comentário:

  1. Boa Tarde amiga blogueira!
    Fiz um post em meu blog sobre a farinha de beringela e linkei o seu.
    Gosto muito de acompanhar seu blog.
    Abraços, Ana

    ResponderExcluir

As opiniões expressas pelos leitores são de sua inteira responsabilidade e não refletem necessariamente, a opinião do Blog Arrase e Case. Mensagens ofensivas não serão publicadas.