12 novembro 2011

Adoçante engorda










Materia escrita por mim, Adriana - Blog Arrase! para a versão impressa do jornal Alpha Cidade em nov/11.

Na ânsia de levar vantagem sobre a balança e comer doces à vontade sem engordar, as pessoas pingam as gotinhas transparentes dos adoçantes em seus cafés e sucos achando que estão fazendo um ótimo negócio. Aí se olham no espelho e notam que que continuam engordando ou que não emagreceram nada.
Essas pessoas não sabem que.. adoçante engorda.

Adoçante é uma isca, uma ilusão. Você 'ganha' daqui e perde dali porque ao contrário do açúcar, o adoçante não elimina a sensação de fome, não dá a mínima saciedade. A pessoa então consome então mais alimentos do que planejava.

Fora os quilos extras, os adoçantes sintéticos também nos oferecem mais problemas.
O aspartame por exemplo, que é o mais consumido por seu baixo custo, é uma mistura de ácido aspártico, fenilalanina e metanol, elementos devidamentes venenosos com potencial cancerígeno e causadores de problemas como Doença de Parkinson, doença de Alzheimer, esclerose, danos na visão e tantos outros.

A dra. Cristiane Mara Cedra nos esclarece alguns pontos:

Adoçante engorda?
Sim, engorda. Isso acontece porque quando adoçamos um café com adoçante por exemplo, sentimos o estímulo do doce na boca, e o corpo se prepara para receber a energia que vêm dos açúcares. Como os adoçantes sintéticos não contém calorias (não fornecem energia), o corpo fica à ver navios.
Assim, a pessoa sente uma necessidade inconsciente de comer mais para suprir essa falta de açúcares. Assim, acaba se fartando de outras fontes de energia como os carboidratos e os doces.
O corpo fica de tal maneira necessitado dessa energia que a pessoa é capaz de ingerir três vezes mais calorias do que se tivesse usado um pouco de açúcar ao invés do adoçante.
No final, além de não ter adiantado nada, ainda sai no prejuízo por ter comido mais do que pretendia.

Adoçante causa câncer?
Estudos que têm mostrado um risco do adoçante desenvolver a doença por ser um produto altamente químico, mas são inúmeros os fatores que colaboram com esse risco, principalmente o excesso de química nos alimentos industrializados tais como conservantes, corantes, aromatizantes, etc.

Qual o adoçante sintético menos prejudicial?
As melhores opções de componentes são sucralose e steviosídeo (linha natural).

Desse modo, se for necessário, como escolher um adoçante?
Os diabéticos precisam consumir o adoçante, mas então que dêem preferência aos da linha natural.
Se a pessoa não tem nenhuma doença que lhe imponha a necessidade de adoçante, não há problema em abandonar o adoçante sintético e consumir uma quantidade pequena de açúcar. Basta escolher os de boa qualidade como o mascavo ou orgânico.


Agradecimentos à Dra. Cristiane Mara Cedra
www.anutricionista.com

3 comentários:

  1. Nossa fiquei embasbacada agora com essas informações q eu não sabia amiga!
    Muito obrigada pelas dicas!
    ótimo feriadão!

    Xelim...='.'=!!!

    ResponderExcluir
  2. nossa casa nosso sonho,
    é verdade meeeesmo!

    foge do adoçante!

    abçssss!

    ResponderExcluir
  3. Seu blog é um sucesso amei, se você puder der uma passadinha no meu blog, por favor retribui a inscrição. Agradeço a todos os blog pelos recados, sigo todos. instragam @nequerenreis
    http://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

As opiniões expressas pelos leitores são de sua inteira responsabilidade e não refletem necessariamente, a opinião do Blog Arrase e Case. Mensagens ofensivas não serão publicadas.